Arcano IX - O Eremita

Posted by Jorge Puente Marcadores:


O Eremita caminha na escuridão, guiado só pelo seu conhecimento do caminho e uma pequena lanterna que leva na sua frente. O que será que simboliza?
Segundo as explicações tradicionais do tarô, o Eremita indica um momento para nos recolher no nosso interior, para se afastar do mundo e ficar a sós durante um tempo. Seria um momento para refletir sobre o que aconteceu e revisar as lições aprendidas. Segundo Waite, além deste significado o Eremita, ao levantar seu farol com autoridade, nos diz “onde eu estou, você pode estar”. Ou seja, ou auto conhecimento que nos liberará está no nosso interior e todos nós podemos ter acesso a ele, como o Eremita.
Na nossa sociedade atual a introversão não é muito bem vista. Não a criticamos, simplesmente não nos interessa. Nosso mundo está cheio de imagens, sons, apelos publicitários, aventuras rápidas, modas, etc. Somos bombardeados continuamente com um monte de estímulos externos que, virtualmente, não nos deixam pensar. Em realidade, a sociedade pensa por nós. Ela nos indica que bebida tomar (temos várias, com ou sem álcool, com diferentes sabores, etc. Mas são todas padronizadas. Tente dizer para alguém tomar um suco de berinjela com salsinha para ver a expressão dele...), que roupa vestir, que lugares frequentar e que configuração de família é a correta. Frente a essa enxurrada de estímulos externos, fica muito difícil elaborar algo interno. E quase sempre a solução está no nosso interior. Saber como achá-la é a missão do Eremita.

Outro ponto é que fomos criados com medo à solidão. Verdade. Quase ninguém percebe, mas temos verdadeiro pavor de ficar sozinhos. Estamos sempre rodeados de amigos, festas, saídas, colegas de trabalho, maridos, esposas, filhos, família numerosa, etc. Dizemos que tudo isso nos sufoca, mas preferimos esse sufoco a ficar sozinhos. Aliás, quando algum colega ou amigo mora sozinho, ficamos com pena dele. “Coitadinho, você imaginou o que é chegar a casa e não achar ninguém te esperando?” Mas, por que esse medo? Porque ao ficarmos sozinhos nossos fantasmas interiores aparecem. Aparecem dizendo que somos um fracasso, que nossa vida é medíocre, que somos perdedores... Como podemos evitar isto? Bem, se você já conheceu as três guias anteriores, já sabe como separar os pensamentos verdadeiros dos falsos. Os pensamentos negativos podem aparecer, mas você pode afastá-los com a luz da verdade, que é a luz do Eremita.
Nas cartas posteriores ao Tarot de Marselha ele aparece ás vezes na escuridão, só iluminado pelo farolzinho. A luz dele dissipa as trevas em volta e nos faz sentir seguros! Em outros tarôs ele aparece em plena luz do sol e, mesmo assim, a luz do seu farol ainda é radiante, um indicativo de que não é uma luz comum, mas a luz do espírito que pode nos guiar sempre. Segundo Oupensky, ele pode nos guiar através dos fogos ilusórios que ardem ao lado do caminho...
Vamos à aplicação prática?
Quando o Eremita aparece no jogo de Tarô, é hora de se recolher. O que significa isso? Bem, nem sempre significa que você deva se afastar da sociedade. Significa que você deve se recolher no seu interior e avaliar sozinho o que está acontecendo na sua vida. Neste momento nenhum conselho externo servirá, por mais bem intencionado que possa ser. Procure as respostas no seu interior. Esse processo só pode ser feito no silêncio e na calma, por isso às vezes é recomendável fazer um retiro ou uma viagem sozinho (mas isso não é imprescindível). Nesse período de recolhimento você avalia sua vida, o que está fazendo, o que quer ser. Você está onde queria?

Está fazendo o que queria? Por que está fazendo isso? Por que não está fazendo aquilo? Ao ficar só em silêncio, longe do barulho do mundo, que nos diz o que fazer a toda hora e em todo momento, a voz do Eremita aparece. Sua voz interior vai lhe dar as respostas necessárias. E quando você acha as respostas no seu interior, a força e a sabedoria adquiridas são enormes! Você adquire uma certeza inabalável. Sabe o que está fazendo e por que o está fazendo.
E quando você voltar para o Mundo, completo e com as respostas que precisava, levante a lanterna e ajude àqueles que precisam de respostas. Lembre que a mensagem do Eremita é simples: “Onde eu estou, você pode estar também”. Uma vez que você conhece seu caminho, sua luz ajudará a iluminar as vidas dos outros. Não com estridência nem prepotência, mas com a calma e certeza do Eremita, que pode guiar a todos desde o silêncio e a sabedoria interior.
Bem vindos ao Caminho do Mago!

Imagens:
1) O Eremita como o sábio silencioso no Tarot de Waite
2) O Eremita em sua versão tradicional do Tarot de Marselha
3) O Eremita controlando as trevas no Tarot Ansata


Para ir ao próximo Arcano, A Roda da Vida, clique aqui.

Canal Magia da Transformação